Bem Vindo, visitante! [ Entrar | Cadastro ]

Domesticando Karen

Publicado em 03/12/2022 por Alexa

Domesticando Karen – Meu nome é Alexa, sou lesbica dominante, trabalho em uma empresa de comunicação e assim como na minha vida pessoal sempre gosto de me impor e dominar o ambiente, essa situação aconteceu no meu trabalho, onde dominei uma funcionaria e mostrei a ela seu devido lugar.

Karen estava na porta do meu escritório parecendo confusa como sempre. Ela tentou jogar o jogo inocente, mas nunca funcionou. Ela foi chamada ao meu escritório para discutir seu comportamento e incapacidade de se dar bem com as outras garotas.

Enquanto eu caminhava em direção a ela, ela estalou o chiclete e jogou o cabelo para o lado. Eu a cumprimentei dizendo “bom dia Karen sempre um prazer vê-la logo pela manhã” e então olhei para trás e disse à minha secretária para segurar minhas ligações pelo resto da manhã, entramos no meu escritório e Karen se sentiu em casa. Meu escritório ficava no segundo andar no centro da cidade, então dava para ver tudo, principalmente quando eu tinha uma visita especial e podia fazer um show.

Karen era baixa, ela tinha seios grandes, uma cintura fina e a bunda redondinha. Sua pele era mais escura devido à sua forte herança latina e ela tem uma aparência de garota selvagem. Na realidade, Karen era uma valentona para as meninas de sua idade.

Deixei Karen sentada em meu escritório enquanto entrava no meu banheiro privativo, precisava preparar minhas necessidades para nossa reunião. Eu ajustei uma cinta com um pau de 21cm sob meu vestido e puxei minha calcinha de renda por cima. Eu desabotoei os botões de cima do meu vestido, um top mostrando meu decote. Eu tenho aquele olhar maternal dominante em mim.

Quando entrei em meu escritório novamente, Karen relaxou na cadeira em frente à minha mesa. Como sempre ela se mostrava insolente e debochada, sua perna estava jogada sobre os braços revelando sua calcinha feminina de algodão, obviamente, sua mãe comprou para ela pensando que ela era uma boa menina. Sorri para Karen e sentei na minha mesa. Karen perguntou com um sorriso:

– ‘Por que estou aqui agora?’

Eu ri e disse a ela

– ‘Você sabe muito bem que está aqui porque fez merda e precisamos conversar sobre seu comportamento e você ser uma valentona com as outras garotas da fábrica’.

Karen deu uma série de desculpas sobre por que ela não podia ser legal com as outras garotas. Eu sabia que o verdadeiro problema era que Karen precisava ser domesticada e eu teria que me certificar disso.

Eu tinha alguns telefonemas que precisava fazer, então eu disse pra Karen:

– ‘Tire sua calcinha e a camisa. Quero ficar olhando você enquanto trabalho’.

– ‘Mass… Senhora???’ ela tinha um misto de horror e ao mesmo tempo um desejo no rosto

– ‘Vamos garota, obedeça ou pode ir pro RH!’ eu fui firme na minha posição

Ela ouviu e rapidamente tirou a roupa e seus seios grandes estavam à mostra junto com sua buceta brilhante. Karen com certeza já tinha ouvido comentários sobre mim, sobre o meu lado lésbico e dominante.

Domesticando Karen

Domesticando Karen

Nós conversamos um pouco, eu podia vê-la se contorcendo em sua cadeira desconfortavelmente enquanto conversávamos. Então encerrei meu telefonema para cuidar dela.

– ‘Venha aqui garota!’

Ordenei que ela desse a volta na minha mesa e ficasse na minha frente. Puxei meu vestido para cima e deslizei minha calcinha de renda para baixo para deixar meu pau livre. Ela olhou para baixo e eu perguntei:

– ‘Você quer isso na sua buceta ou na bunda???’

Ela corou, e gaguejou diante do meu pau de silicone, então eu disse a ela:

– ‘Vá para a janela. Peitos para fora e empina esse rabo para mim.’

Eu senti o pavor nos olhos de Karen, o pavor de ter seu cu arrombado ou talvez de ser exibida na janela. Fiquei atrás dela e guiei meu pau em sua buceta lentamente, ela sussurrou:

– ‘Mmmm… eu acho que alguem pode nos ver!’

e eu sussurrei de volta

– ‘Eles vão gostar do show’.

Eu fodi sua buceta alternando movimentos lentos e movimentos duros, até que ela gozou duas vezes, então eu disse a ela para se curvar sobre minha mesa para que eu pudesse desfrutar de sua bunda por um tempo. Eu sei que putas arrogantes como a Karen adoram ter seu rabo fodido com força por mulheres dominantes como eu.

Tive um pouco de dificuldade de empurrar todos os 21cm do meu pau no seu rabo, mas quando alcancei a penetração total e comecei a bombar o caralho de silicone naquele rabo, o suco escorria por suas pernas, enquanto ela choramingava e choramingava. Eu a fodi com força até que seus joelhos ficaram fracos e ela não aguentou mais e gozou soluçando sobre minha mesa.

Sentei-me na cadeira e a puxei Karen para o meu colo, apoiando seus pés na janela com sua buceta bem aberta à mostra, e abri meu sutiã para dar-lhe como recompensa os meus peitos para chupar.

Karen chupou como uma criança faminta, e isso deixou-me extremamente excitada.

– ‘Chupe a minha boceta agora vadia!’

Eu ordenei que ela se ajoelha-se no tapete e karen me chupou a buceta me levando a um orgasmo rápido e intenso. Eu a puxei para frente com força e disse a ela para chupar meu suco. Comecei a esguichar e ela sugou o máximo que pôde. Seu rosto estava enterrado na minha buceta quente e coberto com meus sucos. Então me levantei e disse a ela:

– ‘Não quero mais ve-la aqui por reclamações do mesmo tipo! Você entendeu??’

– ‘Sim senhora’

– ‘Se eu tiver que ve-la aqui novamente vou pegar um pau maior para foder o seu rabo’

– ‘Agora vá… se arrume e vá pra casa, volta ao trabalho só amanhã.’

– ‘Sim senhora’

– ‘Quando eu sair do banheiro não quero mais te ver aqui!’

– ‘Sim senhora’

Karen disse recolhendo suas roupas do chão enquanto eu me dirigia ao meu banheiro privativo, depois desse dia Karen ficou domesticada e obediente, mas mantive ela sobre meu controle por meses até que ela saiu da empresa e nunca mais nos vimos.

Veja outros contos lésbicos logo abaixo:

Até que curti a atitude da amiga

Eu e as meninas da faculdade

9187 views

Contos Eróticos Relacionados:

Até que curti a audácia da amiga

Até que curti a audácia da amiga - Há muito tempo eu leio os relatos eróticos q sempre me deram muito tesão. Foi por causa disso que eu tive minha primeira relação sexual. Mas não estou aqui...

LER ESTE CONTO

Lésbicas deliciosas transaram para mim

Oi gente, me chamo José, tenho 30 anos e vou falar hoje como foi o dia em que lésbicas deliciosas transaram para mim na webcam. Eu sou um cliente fiel de sites de camgirls, mas sempre ficava no...

LER ESTE CONTO

1 - Comentário(s)

  • Antonio Trovão 12/03/2023 01:59

    Uau! Tão excitante que é impossível ler e permanecer inerte! Fiquei imaginando a cena! Maravilhoso!

Deixe seu comentário

2000 caracteres restantes

Responda: 3 + 3 = ?

geo-objects.ru - O Seu Site de Contos Eróticos 

Aqui no Blog Conto Erótico, nós trazemos todos os tipos de contos eróticos para alegrar e animar o seu dia. Nossos contos eróticos são enviados por nossos leitores e colocados aqui para excitar a todos. Sempre postamos contos eróticos com fotos, pois sabemos que isso deixa a história mais real e fácil de ser imaginada. Histórias porno, contos picantes, contos de sexo, fábulas eróticas, não importa qual o nome você dê, nós traremos tudo que você precisa para se divertir.

Todos os nomes dos contos eróticos são alterados por nossa equipe para preservar a identidade de todos, e todos os personagens que participam de nossas histórias eróticas são maiores de 18 anos.

Contos Eróticos Com Fotos

Todos os nossos contos tem pelo menos uma foto, pois sabemos que ler um conto erótico com foto é bem melhor do que só ler uma história solta, sem nenhuma imagem para ilustrar. As fotos dos nossos contos são meramente ilustrativas, são retiradas da própria internet, de sites pornográficos que divulgam essas imagens de forma gratuita.

Caso alguma imagem dos nossos contos eróticos com fotos pertença a você e você quer que seja removida, basta entrar em contato e enviar o link do conto que faremos a substituição. Algumas imagens também são enviadas pelos próprios autores dos contos.

Caso você precise entrar em contato conosco, basta usar a nossa página de contato.

Para enviar contos eróticos para serem publicados em nosso site, vá até a página "Enviar Seu Conto Erótico" e escreva sua história que postaremos aqui.

- - - - - - - - -  - - - - - - - - - - - - - - - - -

© 2023 - Conto Erótico -